NOSSOS AMORES NA VEJA

Foto reprodução Veja Online. O fator fofura desse aí é bem grande, né não?

(Foto reprodução Veja Online). O fator fofura desse aí é bem grande, né não?

Oba! A Veja dedicou uma matéria bem legal aos gatos e fofurices. Na matéria, entitulada “Por que nós os amamos”, a repórter Suzana Villaverde fala principalmente dos vídeos fofos que a gente vive comentando em nossos blogs gateiros. Ela tenta explicar racionalmente porque amamos tanto nossos bebês, falando sobre uma teoria de um biólogo austríaco que fala do “fator fofura”. A teoria diz que gostamos de coisas fofas porque têm características de bebê e nos despertam a vontade de cuidar. Mais ou menos isso é também o que nos move a gostar de carrinhos mini e Hello Kitty e bolinhas etc. A matéria cita muito o Japão, terra de muitas e muitas fofurices, e do nosso querido ser fofucho Maru.

Bom, eu sei lá, só sei que, racionalmente ou não, eu tenho paixão pelos bichanos, bichaninhos e bichanões. E sei que, quem lê esse blog, também sente a mesma coisa, seja pelo “fator fofura” ou não.

Outra coisa (bem) apontada na matéria é uma lista de valores que podemos aprender com nossos pequenos. São eles: relaxar, aproveitar o momento, explorar, ter autossuficiência, mover-se, alongar-se, comer com prazer, ocupar espaços, observar e ter vontade própria. Cada uma dessas características está explicadinha na revista pela veterinária e gatófila Luciana Deschamps. E, juro, concordo plenamente e sou uma humana de gato total, aprendi tudo com o meu e pratico diariamente.

Pra quem não assina e não comprou a Veja desta semana, aqui na edição online dá pra ver umas fotinhos fofas como essas duas postadas aqui, mas não dá pra ler o texto. (ERRATA: CONFORME VERIFICOU NOSSA QUERIDA LEITORA, ADRIANA, DÁ PRA LER A MATÉRIA SIM, NESSE LINK AQUI. BRIGADA, ADRI!)

Foto reprodução Veja Online. E o fator fofura desse? Eheheh. Não parece uma corujinha?

(Foto reprodução Veja Online). E o fator fofura desse? Eheheh. Não parece uma corujinha?